Connect with us

Hi, what are you looking for?

Política

Léo Bezerra indicado por João Azevêdo para vice de Cícero na Capital

 

 

Nonato Guedes

O Cidadania, partido do governador João Azevêdo, confirmou, ontem, a indicação do nome do vereador Léo Bezerra para vice de Cícero Lucena na disputa pela prefeitura de João Pessoa. Não houve surpresa, embora Léo tenha vencido queda de braço com o também vereador Bruno Farias, presidente do diretório municipal do Cidadania. Filho do deputado estadual Hervázio Bezerra, do PSB, Léo ocupa atualmente o cargo de secretário Estadual da Juventude, Esporte e Lazer. Os nomes serão confirmados em convenção conjunta prevista para o dia 16 no estacionamento do Estádio Almeidão, em João Pessoa. O advogado Odon Bezerra, ex-presidente da OAB e ex-coordenador do Procon, chegou a ser cogitado como opção para a vice de Cícero, mas as chances maiores recaíam entre Léo e Bruno Farias.

Léo Bezerra integra o bloco de oposição ao prefeito Luciano Cartaxo (PV), que está concluindo seu segundo mandato em João Pessoa e tem como candidata a concunhada Edilma Freire, ex-secretária de Educação do município. O vereador Bruno Farias, inicialmente, lutou para ser indicado como candidato a prefeito pelo Cidadania. Posteriormente, declarou-se disponível para compor chapa como vice de Cícero, depois que o governador João Azevêdo formalizou apoio ao ex-senador. Farias sempre deixou claro que as pretensões pessoais não prejudicariam a estratégia que fosse adotada pelo Cidadania para reforçar a candidatura de Cícero Lucena. Segundo definiu Ronaldo Guerra, presidente estadual do partido, pesou na escolha de Léo o fato dele preencher os requisitos exigidos para a indicação: a de ser um político jovem e com histórico na política.

O governador João Azevêdo participou da reunião junto com o ex-senador Cícero Lucena, que resultou na indicação de Léo Bezerra e que ocorreu um dia após o candidato do PP ter conseguido certidão do Tribunal de Contas da União, dando-lhe aval para concorrer à eleição. A ameaça de inelegibilidade de Cícero nas eleições deste ano vinha sendo aventada por adversários políticos, com base em pendências referentes ao julgamento de prestações de contas do período em que ele administrou João Pessoa (Cícero governou a Capital por duas vezes). O martelo sobre a vice foi batido em reunião ocorrida no Skyler Mar Hotel, na orla de João Pessoa. Os integrantes do “Cidadania” e interlocutores do governador João Azevêdo destacam o clima de unidade predominante nas hostes do esquema, sem qualquer prenúncio de defecção, ao contrário do que ocorreu no esquema do prefeito Luciano Cartaxo, que perdeu apoio de três ex-secretários à candidatura de Edilma Freire.

Com: Osguedes

Faça um Comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *